Voltar

IGAC – Estudo de Satisfação de Entidades Parceiras 2017 - 92% de satisfação

A Inspeção-geral das Atividades Culturais concluiu o estudo de avaliação da satisfação de entidades parceiras 2017. Um importante instrumento de gestão que tem como objetivo principal avaliar a satisfação das entidades parceiras, conhecer a perceção dos organismos com quem trabalha, uma vez que, permite ajustar os seus contributos às expectativas externas em prol da melhoria da qualidade das relações interinstitucionais.

 

Os resultados obtidos nesta edição refletem uma apreciação muito positiva por parte dos diferentes parceiros da IGAC:

  • Taxa média de satisfação das entidades parceiras com a IGAC, em 2017, cifrou-se em 92%, que pode indicar uma elevada apetência do organismo enquanto entidade colaborante;
  • 93% dos organismos respondentes considera que a IGAC valoriza as relações interinstitucionais;
  • 92% das relações interinstitucionais estabelecidas pela IGAC em 2017 foram com organismos do setor público;
  • 76% das relações foram com organismos de fiscalização, facto perfeitamente consistente com a natureza inspetiva da IGAC e daí que a “proteção do Direito de Autor e Direitos Conexos” surja isolada na liderança das áreas de sinergia interinstitucional;
  • Predomínio das colaborações (73%) enquanto tipo de relação interinstitucional;
  • Embora 78% das entidades respondentes reconheçam a relevância da Responsabilidade Social no seio de uma organização, apenas 13% das relações estabelecidas com a IGAC em 2017 foram em torno desta temática sendo que 5% ficou-se a dever ao projeto “Mostra de Autores Desconhecidos” (Valorado em 95% como de relevante para a sociedade);

A realização destes estudos de satisfação tem como objetivos:

  • Incrementar a qualidade das relações interinstitucionais;
  • Aumentar a satisfação das entidades parceiras relativamente ao contributo da IGAC;
  • Construir e melhorar a confiança na IGAC através da implementação de processos de governação integrada transparentes e monitorizáveis;
  • Introduzir uma nova cultura de gestão que envolva as entidades parceiras;
  • Criar condições para prever as necessidades e expectativas dos organismos parceiros;
  • Medir o impacto das relações com os outros organismos;
  • Avaliar a qualidade dos contributos prestados pela IGAC;
  • Avaliar o grau de satisfação dos parceiros relativamente às relações interinstitucionais;
  • Percecionar a imagem externa da IGAC, em termos da estratégia organizacional;
  • Identificar áreas de melhoria.

A colaboração obtida no decurso deste estudo por parte das entidades parceiras, é determinante para o compromisso, que reiteramos. A opinião das entidades parceiras é fundamental para a IGAC compreender não só o seu perfil colaborativo mas também o impacto institucional da sua intervenção estratégica junto daqueles com quem desenvolve iniciativas conjuntas.

Pode consultar o estudo AQUI