Voltar

Cancelamento e reagendamento de espetáculos

Foi publicado na passada sexta-feira o Decreto-Lei n.º 6-E/2021, de 15 de janeiro, que procede à terceira alteração do Decreto-Lei n.º 10-I/2020, de 26 de março, diploma que estabelece medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia da doença COVID-19 no âmbito cultural e artístico, em especial quanto aos espetáculos não realizados.

Com esta alteração, as regras excecionais previstas para o reagendamento, cancelamento e reembolsos do preço dos bilhetes, são aplicáveis aos espetáculos cuja realização caia no intervalo temporal compreendido entre o dia 28 de fevereiro de 2020  e o dia 31 de março de 2021.

Para mais esclarecimentos, consulte Aqui